É pau, é pedra, é o fim do caminho. É um resto de toco, é um toco sozinho...

May 6, 2018

Final de semana é dia de treino, é dia de longão. Nesse final de semana estava agendado com a equipe um treino para sábado as 7 da manhã, para completarmos 18km. Infelizmente não pude participar do tal treino devido a um compromisso profissional mas consegui dar uma passada depois do treino para cumprimentar o pessoal.. e claro ficar com uma baita inveja por não ter corrido. Pois é, fiquei o dia inteiro pensando naquele treino. Quando cheguei em casa no final da tarde minha esposa não estava em casa com as crianças.. depois de confirmar que ela estava na casa da minha sogra decidi então sair para completar o tal treino. Uniforme colocado, tênis amarrado e bem hidratado… sai para a tal corrida. 

 

Já eram 17:30h da tarde quando comecei a correr. Não demorou muito para sol desaparecer no horizonte, a noite chegar e eu perceber que não seria simples correr sozinho pela cidade num sábado pela noite. Peguei uma rua pouco movimentada mas logo na primeira esquina percebi que não era a melhor opção.. eu quase atropelei um carro cujo o motorista vinha distraído. O cidadão motorizado talvez ofuscado pela cor florescente da minha camiseta, virou a esquina e eu de maneira completamente irresponsável quase que atropelo o carro do cara. Então decidi ir por uma avenida mais movimentada.. e correndo pela calçado percebi que era o mais seguro a fazer, o mais seguro para os demais motoristas.

 

Por volta do quilometro 7 estava eu passando por um ponto turístico da cidade, bastante movimentado por corredores e caminhadores, quando de repente encontrei um toco pelo caminho. Um toco deixado pelos dedicados servidores que fazem a manutenção daquele local, um toco bem no caminho dos corredores. Talvez, tais servidores dedicados, tenham deixado o tal toco no caminho para dar mais emoção aos treino e caminhadas da comunidade, vai saber. Pois bem, naquele momento meu inconsciente deve ter se perguntado “por que não cavar um pênalti?”. Então não tive duvidas, dei uma ‘bicuda’ no tal toco e mergulhei de peito naquela terra vermelha. A sensação foi de orgulho, me senti o próprio Neymar fazendo o que ele faz de melhor.. se eu estivesse com a camiseta do Corinthians sem dúvidas alguém teria marcado um pênalti. E teve mais, fiz a boa ação do dia e dei um pouco de emoção à vida de algumas pessoas desanimadas que tomavam chopp gelado bem em frente ao local do tal toco. 

 

 

Com sorriso no rosto, as mãos vermelhas de terra e um joelho ralado continuei com o tal treino, ainda faltavam uns 11 km pela frente. Mais adiante perto de um supermercado bastante movimentado, lá fui eu outra vez desafiar o bom senso e quase que atropelo outro motorista inocente que acelerou para entrar no estacionamento do supermercado enquanto eu passava.. 5 minutos depois um cara de bike com uma daquelas luzes piscantes também passou pela minha frente e eu quase que passo por cima do cara. 

 

Mais alguns quilômetros percorridos, foi quando me superei. Eu na minha petulância fui atravessar uma daquelas faixas elevadas de pedestre, onde os motoristas de alguma forma se sentem obrigados a dar passagem aos pedestres. Que audácia a minha, atravessar a faixa e incomodar um pobre motorista que vinha falando ao celular, com certeza algo muito urgente, e eu lá pra atrapalhar o cara.. quase que atropelo o carro do cidadão.

 

Pois bem, saldo do treino, 3 carros em perigo, 1 bike quase danificada, um joelho ralado e muito aprendizado: da próxima vez ir de armadura. E claro, satisfação por ter completado o treino.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Alguns mantras poderosos!

#1 

"What consumes your mind, controls your life"

 

#2
"O ato de correr é mais do que uma sucessão de saltos como está conceituado na literatura. Correr é um ato de coragem, persistência e superação; um metafora da vida na mais pura expressão atlética" - Alan Ricardo Costa

 

#3

"Don't be easy to define, let they wonder about you" @sucess_foundation

#4
Love your fucking life. Take pictures of everything. Tell people you love them. Talk to random strangers. Do things your're are scared to do. Fuck it, because so many of us die and no one remembers a thing we did. Take your life and make it the best history in the world. Don't waste that shit"

Instagram

Please reload

© 2017 por Fábio Pestana

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now